terça-feira, 28 de novembro de 2017


                                 
                                                                                                                               A PATROA E O PARDAL
                                                                                                                  

                                                                                                        

   






As sirenes já se calaram, porém, os ecos da “Operação Seival” continuam repercutindo, em Laguna. Em meio às especulações sobre desdobramentos da ação policial, emergem algumas  histórias bem hilárias.
                                 =====
Às seis horas, em ponto, numa blitz muito bem coordenada, os homens da lei chegaram às residências para cumprir seus mandados.
__ Alô, chegamos tarde, o pássaro não está no ninho!
__Houve vazamento?
__Não, é que nosso homem, diariamente, acorda cedo,  às cinco da matina já está fazendo a feira para seu restaurante.
Dizem, que o galo do vizinho acerta o despertador, por ele.
                         =======
Ricardo, o Pardal, ao saber que estava sendo procurado,  rumou para a Delegacia, e entregou-se.
No salão, dezenas de figuras conhecidas, algumas, já bem encagaçadas; outras aparentavam cara de surpresa.
Como diria o Pardal, a boca não era boa.
                                     ======
Espera angustiante.  Diante da autoridade, Ricardo suava.
____Nos grampos telefônicos autorizados, o senhor cobra de um conhecido político, a doação de canos.
Em caso de escuta, qualquer nome, ou palavra, pode significar um código, ou um codinome. No caso, “cano” e “Telha”  pareciam suspeitas, afinal, em um dos inquéritos, apurava-se o desvio de material de construção.
                                  ======
Ricardo – o Pardal,  pessoa de bom coração, está sempre fazendo favor a terceiros. Estava, apenas, pedindo cano a um político amigo, para servir a um  pescador pobre, que está construindo um trapiche no Alagamar.
                                    ====
Dispensado, livre de ser engaiolado, Pardal parecia mais angustiado ainda.
___ Agora é que eu vou entrar pelo cano!
De fato, encarar a esposa Aline, italiana e furiosa não seria uma tarefa fácil.
                                 ========
___Alô! É do IBAMA?
___ Emergência, aqui, na vizinhança, onde uma mulher está caçando PARDAL a pau.




                                          

                           







O REINO DAS PERERECAS FRACASSOU?

 
   É voz corrente na cidade, Mauro Candemil ainda não assumiu, de fato, o governo do município da Laguna.
Mesmo sendo o comandante do barco permitiu  que um timoneiro escolhesse, e determinasse o rumo que a embarcação deveria seguir.
Para todos na cidade a “Eminência  Parda” desta administração chama-se Noel, Chefe de Gabinete do prefeito Mauro.
                                  ======




A Operação “Seival” produziu um rombo no casco da arca, deixando o governo Mauro, em “farrapos”. Seu homem de confiança, o Chefe de Gabinete Noel e secretários, alvos da operação deixam o barco, que já estava à deriva, à beira do naufrágio.

Deu zebra na Arca do “Noel”. Se o comandante Mauro não conseguir botar, cada Macaco no seu galho, vai dar com os Burros n`água, isto é, tendo o mesmo destino do Titanic.

                                   
 
                    
             
                              ========
Conta a lenda, que quando a Caixa de Pandora foi, inadvertidamente, aberta, todos os males se espalharam pelo mundo. Alguém, no entanto, percebeu que num cantinho da caixa havia sobrado a Esperança.
                              ======
No momento, qual seria a ESPERANÇA dos lagunenses?
___ ESTA:

                          

FRASE DA SEMANA

    Fazer marola na embocadura não é o mesmo que surfar na pororoca.
                                    =======


 A RETOMADA DA LAGUNA.

 
            


No início do mês de  novembro Anitas invadiram Laguna.
O ex-prefeito Cadorin estaria pensando em retomar Laguna com um exército só de mulheres?
                                 =========
A LAGOA DO NOCA.
   Na aprazível Ponta a Barra, importante ponto gastronômico da Laguna, fica a Lagoa do Noca, até, então, um santuário, criadouro de tainhas e do famoso Camarão da Lagoa do Noca.
    Os próprios moradores fiscalizavam e controlavam a ação dos pescadores.
                           ======
Infelizmente, com o crescimento demográfico, outros perigos ameaçam aquele eco-sistema.
   Elvis Palma fotografou o esgoto, poluindo o santuário.






Com a palavra os órgãos de defesa do meio ambiente.

                   ====================

Nenhum comentário:

Postar um comentário

                                                                                    DIA DA SANTA GULA                                ...