sexta-feira, 25 de agosto de 2017




                           É DOCE AMAR NO MAR...





Enquanto se discute uma série de normas, que disciplinam o turismo de observação de baleias, uma delas, ignorando todas as regras de segurança, entra pela barra da Laguna, invade o canal, e segue, determinada, até o Centro Histórico, próximo ao  supermercado Angeloni.
Acabou encalhando. Precisou de auxílio humano para livrar-se do banco de areia.
                               ===========

O que teria levado a baleia a empreender tão temerária incursão pelos canais assoreados da Lagoa Santo Antônio dos Anjos?
___ Algum caso de amor?
___ Talvez, pois até o enorme coração de um cetáceo é capaz de ter razões que a própria razão desconhece.
                            ==========
Dizem, que botos e golfinhos pertencem a mesma família das baleias orcas, falsas orcas e, até, da poderosa cachalote, e que é possível o amor (acasalamento) entre as espécies.
___ O boto estaria equipado, sexualmente, para cavalgar aquela fera?
___ Seria, mesmo, caso de pau, pau, ou só de beijinho, beijinho?
                                    =========
Antes da chegada da baleia ao complexo lagunar, um boto foi fotografado no maior assanhamento, pronto para a lua de mel.

É DOCE AMAR NO MAR.





   “ Se houve, ou se não houve, alguma coisa entre os dois, ninguém soube até hoje explicar (...)”.                  

                                     =======
Hora do adeus.






Antes da partida, a baleia apaixonada, fez um lanche nos restaurantes da Ponta da Barra e prometeu retornar no próximo ano.

É DOCE AMAR NO MAR.


Os biguás, que a tudo assistem de camarote, e adoram uma fofoquinha, garantem, que está rolando um clima entre a foca e um pinguim recém chegado da Patagônia.


Laguna é assim, o amor está no ar, e no mar...

==========================================



FEIRINHA

Na Feirinha do Ribeirão tudo é muito simples, instalações improvisadas, mas rola uma relação de amizade entre feirantes e freguesia.

Funciona toda sexta-feira, na Praça Paulo Carneiro ( preferida dos aposentados), no Centro Histórico, defronte ao Mercado Público.
Cid é a principal figura da feira. Vende verduras, queijo e pimenta, mel e banana-figo. Dizem que seu aipim é inigualável.
    Semana passada foi dia de recorrer ao Procon, isto é, apresentar reclamação ao Cid.
___ Cid, disse  a mulher em voz alta, o senhor garantiu-me, que o aipim era “molinho”. Propaganda enganosa. Nunca vi nada tão duro.
___ Se o pinto do meu marido tivesse 10% da dureza do teu aipim, eu ia até soltar foguete.
Cid, meio encabulado, para cortar o mal pela raiz, ofereceu, de graça, mais uma porção de aipim, molinho...
                              ===========

PRAÇA DOS APOSENTADOS
  Entre as ilustres figuras  frequentadoras do local, esta semana, destacamos a de um futebolista da velha guarda.
Integrante da equipe de ouro do Barriga Verde Futebol Clube, DARCI, aos 86 anos,  é o único que ainda circula pela cidade, e assina ponto na Praça.
         Na foto, o trio famoso Luiz Figueiró, Dalmo Faísca e DARCI.
Figueiró (falecido) foi campeão pan-americano, jogando pela Seleção Gaúcha, que representou o Brasil no PAN do 
México. 


                                                                                                                                  ====================


 A abertura da Semana da Pátria deste ano será com a encenação da peça “ Filhos deste solo” direção e criação do professor Rodrigo Bento. No elenco alunos do Colégio Stella Maris. Muitos efeitos especiais.
Prestigie o evento, dia 1º de setembro, no Cine Mussi.

STELLA MARIS – Sinônimo de Educação de qualidade. 

ONTEM


.
 E HOJE
                     ==================
   


FACEBOOI   --
A distribuição de “kits” para inseminação artificial, visando melhoria do rebanho bovino no município, fez o maior sucesso.
Muitos pecuaristas estão fazendo “vaquinha” para adquirir mais matéria prima no banco de esperma.
  Secretário Municipal da Agricultura e Pesca, até, criou uma página na internet para atender aos interessados.
É  o FACEBOOI do Tono Tornado.
                                 ====

O MERCADO PÚBLICO




Até quando o povo vai permitir, que aquele monstrengo mal acabado, continue agredir a paisagem do Centro Histórico, num atentado à beleza oferecida pelas docas e lagoa  Santo Antônio dos Anjos.                                                                                        O que aconteceu, todo mundo está careca de saber.
___ Não existe um Plano B?
___ As pessoas de bem desta cidade vão continuar, passivamente, aceitando tal descaso?
__ O Ministério Público não poderia exigir uma tomada de posição do Poder Público Municipal?
___ O governo de Mauro Candemil precisa sacudir a letargia administrativa, propondo alguma solução criativa, antes que alguém proponha a privatização de nosso Mercado.
                             =============
                                                                                                         PESCARIA BRAVA
A  história do morto que votou, e decidiu a eleição naquele município, continua fedendo.
Caso foi parar no TSE. Na última sessão Ministro Gilmar Mendes pediu vistas. Se depender dele o Fantasma vai ficar solto...                                               


            ======================


PESCARIA BRAVA – 2
Naquele tempo, o distrito era comandado pelo  seu Nonô (nome fictício), poderoso chefe político.
As cédulas eleitorais eram de papel, que o eleitor já levava pronta. Voto caixão. Era só botar na urna.
                                   ====
No pleito daquele ano,  os adversários estavam de olho em “seu” Nonô. Qualquer deslize seria comunicado ao Juiz  Eleitoral.
Quinze horas. Chegou a notícia. Nonô estava cabalando votos.                                                                                       Eleitores, reunidos no segundo piso de um sobrado em sua propriedade aguardavam instruções.
Uma escada externa era o único acesso ao andar superior.
Dois policiais, a mando do Juiz,  retiraram  a tal escada.
A história não fala de quantos eleitores conseguiram pular e ir votar.
                                    =====
Do sobrado ao morto ao morto que vota, a mesma prática da sacanagem que permanece, até hoje, no DNA dos candidatos e dos eleitores brasileiros.
                                  =====

É DA SUA NATUREZA



                                                          FOTO ELVIS PALMA.



Mario Fernandes é o mesmo Marinho do “Galho Velho”, Associação Futebolística com sede na Ponta da Barra.
Cidadão correto, e que faz tudo com muito capricho. No “Galho velho” o gramado está sempre aparado. Instalações bem pintadas. Tudo nos trinks.
    Respeita  a natureza. Quando descobriu, que havia filhote do ninho do quero-quero, bem na entrada da área, suspendeu treinos e jogos até que os filhotes pudessem voar.  Uma longa espera.
                                   =====
Há muito que ele estava preocupado, com aquela ruela ao lado de sua residência, no bairro Mar-Grosso. Toda vez que chovia a água que desce do morro corria por ela, levando todo aterro, abrindo enormes buracos. Ficava intransitável.
                                     =====
Finalmente ele tomou a decisão. Comprou lajotas e meio-fio, e solicitou mão-de-obra da prefeitura.
A obra foi executada.                                                          Dando os retoques finais  Marinho plantou palmeirinhas nas calçadas.
Marinho, do Galo Velho, marcou um gol de placa.
==========================================



















Nenhum comentário:

Postar um comentário

                                                                                                                                           ...